62

Livro Artemísia Gentileschi - trajetória biográfica e representação do feminino - Cristine Tedesco

R$ 49,90

1x de R$ 49,90

Corra! temos apenas 2 no estoque

Marca: ED. OIKOS

R$ 49,90 à vista no boleto bancário
R$ 49,90 em transação via Pix
R$ 49,90 no cartão de crédito em até 1x de R$ 49,90. ver parcelas
Descrição

318 páginas | Editora Oikos Ltda | Ano: 2020 | ISBN: 978-65-86578-05-8 | Possui imagens coloridas | Medidas: 16 x 23 x 2cm

O livro apresenta um estudo sobre a vida e a obra da pintora Artemisia Gentileschi (1593-1654). A artista se inseriu e atuou em algumas das cidades europeias em que mais havia o financiamento das artes plásticas, como Roma, Florença, Veneza, Nápoles e Londres, na primeira metade do século XVII. O livro analisa as construções de si e representações do feminino em fontes judiciais, nas correspondências da artistas e na obra pictórica de Artemisia. Ao longo dos capítulos foram analisadas fontes escritas, que nos permitiram problematizar a trajetória de vida de Artemisia, assim como sua atuação como pintora em diferentes regiões da península italiana e da Europa; e fontes visuais, que revelam a dimensão de sua obra em diferentes gêneros, a exemplo dos temas da tradição veterotestamentária, históricos, mitológicos, retratos e autorretratos. As fontes indicam a permanência de Artemisia em diferentes espaços de consumo de imagens, em cortes de reinos, vice-reinos, ducados e repúblicas, bem como nos lugares administrados por figuras do clero e entre relevantes colecionadores particulares com os quais negociou. Nesse sentido, os usos dos conceitos de representação e gênero foram norteadores para a pesquisa e contribuíram para evidenciar os diálogos da pintora com a cultura de sua época e seu legado para a história da arte/pintura, bem como os embates travados pela artista frente às questões de gênero vigentes em seu tempo.


Sobre a autora:
"Cristine Tedesco dedicou muitos anos na pesquisa sobre Artemisia Gentileschi, utilizando uma rica bibliografia e variadas fontes documentais e visuais que consultou durante a sua estadia na Itália. Focou seus estudos em fontes como o processo crime sofrido pela pintora, as correspondências da artista, certidões, recibos de pagamentos, encomendas, censos, inventários, epitáfios, poemas e obras pictóricas de Artemisia, analisando construções de si e representações do feminino. A autora evidenciou a identidade de “Artemisia pintora” nos vários contextos históricos em que a artista circulou: Roma, Florença, Veneza, Nápoles e Londres, negociando com os limites de seu tempo e tencionando as fronteiras de gênero vigentes na primeira metade do século XVII. Em sua obra, a artista representou personagens célebres, na sua grande maioria figuras femininas, heroínas trágicas da história romana, bíblica e da mitologia, se autorretratando em muitas delas. São imagens que testemunham a excelência da pintora e sua preocupação em agradar diferentes públicos que consumiam suas obras. Boa leitura!" Celso Bordignon.

Receba as nossas novidades